quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Revolução

bandeiras tremulam sob o céu azul
passos firmes pressionam o solo asfáltico
construção

saíram no jornal
os ossos quebrados em mil pedaços
o sangue derramado
os fatos...

não viram os sorrisos trocados
as mãos juntas a formar laços
a lágrima que se doa, indômita,
seguindo, sobre as faces nuas, as marcas do tempo

não viram tua fé
nossa loucura

construiremos um templo...

3 comentários:

Patrick Gomes disse...

Muito, muito bonita essa, meu camarada!
Sim, construiremos um templo!

flowerKing disse...

Mestre!

Linda, hein! Totalmente inspirada!

Abração!

Alberto de Lima disse...

ah, a inspiração!

http://www.youtube.com/watch?v=GtfddTG-AZw

Abraços procês!